ASSEMBLÉIAS

Página 1 de 6 1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Narrador em Sab Nov 22, 2014 4:41 pm

22/07/1997.
Seita das Feridas Abertas[Assembléia]

O local escolhido para assembléias na seita local se dá em uma fenda entre dois vales que se finda no emaranhado de cavernas. Escolhido cuidadosamente por Vó Naia, Vladimir e Predador Invisível peças base da seita, aquele era o coração do caern.

Ali os garous tinham contato com os astros celestes e mal podiam notar a película(para efeito de jogo a dificuldade de rompe-la é de 2), podendo sentir os espíritos aos muitos que ali habitam, sendo um dos mais poderosos habitantes locais, o elemental da água de nome "Gélidos"; ele mora em um pequeno lago situado no coração da seita a alguns milhares de anos.



Pequenas esculturas de pedras são vistas ali, assim como uma imagem no solo talhada cuidadosamente em pedra.
Para quem olhasse de cima podia notar que era uma homenagem feita ao unicórnio negro, espírito protetor da seita.



UIVO DE ABERTURA:

Nevava, e todo local estava coberto por uma grossa camada de cerca de 20 cm de neve.

Apesar da neve não havia tempestade evidente, todo aquele branco que encobria o lugar era fruto de tempestades que caíram nos últimos dias. Porém naquele instante, como que em um milagre, ouve uma trégua.  

Não, aquele não era um dia como outro qualquer.
Sim, era uma Assembléia, fato, mas diferente de muitas outras assembléias já assistidas e vivenciadas pelos garous presentes, o tom Emitido pelo uivo de abertura já denunciara a desgraça e danação que todos viveriam daquele dia em diante.
Era como um Réquiem emitido a um irmão falecido em batalha, mas com muito mais tristeza e dor, além de longo o suficiente para os que de vontade fraca choraminguem ou permitam que lágrimas caiam de seus rostos mesmo sem querer ou desejar. Foi tocante demais, para todos ali, algo de muito ruim acontecia.

Diferente do uivador habitual, Vladimir assumiu o papel do mestre do uivo no dia de hoje e mesmo sendo o líder local, sem receio algum de se sentir inferiorizado ou menosprezado por isso, o fez.

Era um Galiard e sua função ali, acima de mais nada era a de tocar o coração por mais endurecido e insensato que fosse.

O CÉU INTERNO

Vó Naia como sempre comungava com espíritos locais, cochichava baixinho como sempre em um tom sereno, em sussurros duvidosos para muitos de olhos não muito atentos.

A velha era muito sensível, de muito tato a assuntos concernentes a espiritualidade em um modo geral. Fumava um charuto talhado em ossos, acomodado nos poucos dentes vistos naquela velha, seus pelos coberto de cinzas.

O fumo era doce ao faro e de certa forma entorpecente, maconha talvez, misturada a outras ervas alucinógenas desconhecida.

Ela se agacha e baforeja uma fumaça cinza que toma conta daquele ambiente, cantarolava uma canção nativa. A velha se apresenta em sua forma de batalha e com mãos fortes remove boa parte da neve que caía ali, revelando algo surpreendente.

Uma rachadura grande o suficiente para o dedo dela na forma crinos penetrar, e profunda o bastante para que ela não alcance o fim.

_O REQUIEM emitido hoje não foi pela morte de nossos irmãos caídos em batalha, não, este réquiem se dá devido a morte espiritual que estamos vivendo na grande Rússia...

_Neste instante deveria louvar e agradecer aos espíritos locais, assim como nosso Regente e Patrono Unicórnio Negro, mas como fazê-lo?
Removi a neve para que visualizem o mal que a bruxa nos traz hoje.

_Nosso laço com o mundo espiritual esta limitado, assim como a maior fonte de energia do caern.
Os espíritos aqui residentes não viram outra forma de matar sua fome utilizando de nossos ninhos, nosso santo local, ou seja lá o nome que vocês desejam chamar de seita.

_Não, eles não estão errados, não conseguem voltar a seus reinos e patronos para se abastecerem e os que estão do lado de fora, não se atrevem a entrar.

_Outro problemático fator é as pontes de Luna que estão perdendo o efeito desejado, mesmo entre caerns dentro da cortina de sombras.

A velha garou rosna baixinho e diz entre os dentes.

_Hoje peço uma doação um pouco mais generosa a estas terras senhoras e senhores, não por mim, mas pelos espíritos que mesmo em grande adversidade não dormitam, nem tosquenejam, nos protegem!

A velha garou toca o solo dando uma generosa doação de energia espiritual ao lugar. Vladimir se agacha e faz o mesmo e pouco a pouco os habitantes locais imitam o movimento.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 150
Data de inscrição : 18/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Jane Osso Duro de Roer em Dom Nov 23, 2014 8:39 am

Jane já estava na seita das Feridas Abertas há algum tempo, como não gosta de ficar parada procurou logo tornar-se útil ao local. Apesar de ter tido uma boa acolhida, era perceptível a preocupação eminente que pairava no ar, principalmente entre os mais experientes. No entanto, pouco ela ainda havia descoberto até o momento, por isso passou a se dedicar mais uma das coisas que sabia fazer melhor nos dias em que estava ali, esperaria a hora certa de conhecer os problemas do local a fundo.

Na hora certa a garou olha o relógio e sabe que o momento chegou, sua primeira assembleia naquele lugar. Como de costume esses eventos eram cercados de ansiedade, preocupação e algumas vezes até mesmo hostilidade. Não seria diferente em Feridas Abertas, portanto seu velho olho de guerra deveria estar sempre bem aberto, talvez naquela data fosse direcionada a uma matilha ou então ao menos saberia de fato as proporções dos estragos que estão ocorrendo na Rússia.

Seus amigos já tinham saído pela cidade para sondar os principais acontecimentos e também procurar um lugar fora dali para poderem morar. Jane nunca negou que era extremamente urbana.

Ali no galpão onde ficavam os carros Osso Duro percebe que a hora avançara e muito e devia parar para ir a Assembleia.



A garou numa primeira visualização não parecia em nada com seus irmãos de Tribo, tinha bons modos, boas vestes, de excelente aparência. Chega ao local exatamente quando o uivo do líder se encerra, não era de sentir medo, muito pelo contrário o perigo sempre a excitou mas naquele instante sente algo perturbador, olha para os lados e tem uma sensação de fraqueza seguida de arrepio que lhe perpassa dos pés até o último fio de cabelo e sem dúvida não era pelo frio.

Tocada pela dor daquele que emitia o uivo, Jane continua seu trajeto até uma posição estratégica na Assembleia, um local onde pudesse observar a todos e também ser observada, pois ali estava uma representante da Tribo dos Roedores de Ossos, aqueles que em tempos de guerra podem ser os mais bravos guerreiros e espiões. Colocaria seu nome na história, disso não tinha dúvidas... talvez fosse ali.


Quando a velha garou toca o solo dando uma generosa doação de sua energia seguida por Vladimir, Osso Duro é uma das primeiras a repetir o gesto, da maneira mais sincera possível. Todos saberiam naquele momento que ela estava ali para morrer por um bem maior.

avatar
Jane Osso Duro de Roer

Mensagens : 48
Data de inscrição : 31/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Sahasrara em Dom Nov 23, 2014 9:07 pm

Embora tivesse completado sua missão, naturalmente ainda não havia desligado-se completamente da sensação de responsabilidade que havia adquirido por Ivan, aquele jovem Garou perdido. Ao mesmo tempo, manter-se perto da sua irmã de tribo acalentava o coração, confortando-o para o que estava por vir, que imaginava ser algo diferente do que de fato veio.

Um uivo lamurioso rasgou o silêncio da mata, fazendo eclodir daquele sensato e equilibrado Garou, um rio de tristeza que rompia o véu das entranhas, transbordando pelos olhos. Sahasrara chorou em sua forma lupina, e as lágrimas cristalizavam-se na face bestial de expressão humanizada graças ao frio. O lobo não parecia se importar em demonstrar alguma emoção, e deixava que as lágrimas rolassem sem contorcer-se para escondê-las.

Caminhou então em direção ao ponto de origem daquele uivo, fitando as entidades pela volta, que andavam, conversavam, voavam, apareciam e desapareciam. Sahasrara podia vê-las com clareza, ainda mais naquele lugar, onde a parede que divide a penumbra do mundo físico era tão fina que podia ser rasgada pelas garras de um filhote de lobo. Como tantos Garous podiam ignorar aquele mundo que deveria ser invisível apenas para os humanos?

Em meio a perguntas desse tipo, o Theurge chegou ao centro do Caern caminhando pelo chão fofo, coberto de neve. Como um pequeno ponto de contraste na paisagem para quem visse do alto, o lobo negro se sentou na neve, observando a velha agir como louca para alguns, mas ela tinha o benefício da dúvida para Sahasrara.

Ao vê-la com aquele charuto, coberta de cinzas nos pelos, imaginou se ela também seria versada na arte da Tephramancia, como ele. A arte da adivinhação através das cinzas, também acionado preferencialmente pelo fumo, como o Portador gostava. Quase sorriu, não fosse a face lupina que não conhecia esse movimento dos lábios, embora tivesse feito algo semelhante.

E então, quando foi solicitado a doação de sua energia espiritual, Sahasrara o fez sem pestanejar, fechando os olhos e edificando os pensamentos para o além, além da matéria e da atmosfera mundana, para os reinos umbrais onde os maiores espíritos pudessem ouvi-lo: “_Imperador de Jade, T’ai-Shen, Pan Gu, Unicórnio Negro, escutem por um instante este humilde filho que vos fala e pede que aceitem minha limitada energia espiritual, que provém de vós e para vós deve retornar nesta noite. Uma noite de constatações tristes, mas reviravolta feliz, abençoada pelos patronos que nos governam. Assim acredito, nisso creio até que eu não faça mais parte deste mundo."
avatar
Sahasrara

Mensagens : 48
Data de inscrição : 19/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Odio Profundo em Seg Nov 24, 2014 8:36 pm

Ódio profundo caminha sem pressa olhando pro chão ainda preocupado e meditando sobre as palavras da Rainha... Divagar e normal pra Ódio, sempre divaga um pouco, mas o uivo lamurioso interrompe os devaneios dele.  Que situação Gaia se encontra. A cortina das sombras deveras e um problema maior do que se possa imaginar. Ódio não é exatamente um especialista theurgista ou algo assim mas ele especula sobre o que acontecerá com o apodrecimento espiritual da pátria mãe e seus reflexos no mundo dos homens.

A quantidade de garous presentes e animador de certa forma. Ali finalmente as garras dele serão uteis, já não era sem tempo. A pompa dos palacios era legal, mas ia deixar odio louco em pouco tempo. Arhouns nao devem morrer em suas camas. Odio so procurava um pretexto pra trocar de ares!

Em silencio ele acompanha a doação de Gnose, e discretamente o faz também.

E ali permanece olhando prudentemente os outros garous e tentando ponderar suas personalidades e anseios. E permanece nas sombras em silencio, não cabia falar muita coisa naquele triste momento...
avatar
Odio Profundo

Mensagens : 28
Data de inscrição : 24/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Steve Mandrake em Ter Nov 25, 2014 12:52 am

Darkness (Crinos) - Todos

Erguido em duas patas na sua forma Crinos, com os braços cruzados, cabeça declinada e olhos fechados, encostado a grande formação rochosa que constituía as paredes da caverna, encontrava-se um Garou de tamanho anormal. Seu pelo acinzentado e rajado levemente de preto, escondia uma montanha de aproximadamente 4 metros de puro músculo. Esbanjava uma Raça Pura considerável (3), e seus traços não davam dúvida de que era um legítimo Cria de Fenris.
Apesar de poupado do sentido da visão, olhos mais atentos poderiam notar a movimentação de suas orelhas, era um exímio caçador, e dificilmente algo se aproximaria sem sua percepção.
Mesmo com o uivo lamurioso, sua feição ou postura não sofre alteração, demonstrando extrema indiferença e frieza.

*Deixe de sentimentalismo e nos diga logo como resolver, lágrimas não vão salvar nada, garras sim...*

Perdia-se o Lupino em seus pensamentos enquanto acompanhava o que Vó Naia proferia. Ao pedido da velha, o Lupino apenas se concentra permitindo que sua energia espiritual escorregue pela natureza que o rodeia.
avatar
Steve Mandrake

Mensagens : 31
Data de inscrição : 18/11/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Ricardo Rage em Qui Nov 27, 2014 9:38 am

TURNO - ETHAN


* Ethan foi um dos últimos a chegar ao local da Assembléia. Chegou no momento exato para ouvir o final do Requiem emitido pelo uivo de Vladimir. Notou o tom de tristeza que também estava carregado de seriedade no Uivo de Abertura. Logo compreendeu o tipo de postura que teria que adotar nesta assembléia.*


*Se posicionou um pouco mais distantes do aglomerado de Garou, envolto pelas sombras do local, sem passar a imagem de que estava se escondendo, buscava apenas ser discreto. Numa posição onde poderia visualizar os presentes sem se destacar dos demais.*


*No momento de ceder a Gnose, não hesitou e doou parte de sua essência espiritual tocando a o solo rapidamente. Ethan estava ali para conseguir ajuda, então, nada mais justo do que ele ajudar em troca. Porém, ao doar Gnose para o Coração do Caern, o fez o mínimo possível (1 Pto.Gnose). Uma pequena quantidade de gnose, a menor comparada com a de todos os outros. Se isso fosse possível de alguma maneira. A cortina das sombras era um problema para todos do continente, e os tempos eram difíceis para qualquer Caern as vésperas do Apocalipse. Por enquanto não havia motivo para Ethan privilegiar este local com sua Gnose mais do que faria em seu próprio Caern. Ali ele era visitante e por enquanto não estava em débito com ninguém*

*Procurou entre os presentes aquela que poderia ser a "A Louca" (OF: Ativo o Dom sentir Presa enquanto meu personagem observa quem está assembléia)  ela era o único motivo dele estar alí, além do protocolo formais que é de praxe. Mas o fato é que ele não tinha intenção alguma de se envolver nos problemas deste Caern, e de muito menos ajudar com qualquer coisa. A princípio ele estava ali para pedir ajuda, e não de oferecer. Estaria disposto a ajuda-los com seu problemas, apenas se antes tivesse a certeza de que também seria ajudado.*
avatar
Ricardo Rage

Mensagens : 40
Data de inscrição : 21/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

NArração - Todos ["O Abscesso"]

Mensagem por Narrador em Dom Nov 30, 2014 6:07 pm

Vó Ivana é a Louca que Ethan tanto procurava e percebe o motivo de sua alcunha, ela vezes ou outras cochichava baixinho ao lado ou a baixo, como se conversasse com espíritos constantemente ou pior, consigo mesmo ou outra personalidade.

Quando todos alimentam o caern com suas energias podem notar que as rachaduras vedam, mas não por completo. Vó Ivana coça a cabeça com suas enormes garras de crinos e levanta um dos cenhos.

_Como previa, isso não foi suficiente, ganhamos apenas cerca de dois ou três dias...

_Maldição!-exclama Vladimir, o líder da seita-

_Bem, com a palavra agora Predador invisível!

Um Enorme garou albino salta na forma crinos e quadrúpede, seu salto foi dantesco mas muito suave, a ponto de não espalhar uma gota de neve sequer no chão com sua queda, parecia que mesmo com todo seu peso as pegadas não marcavam o chão. Este garou apresenta uma certa idade, era velho, mas não perdeu sua agilidade por completo, estava muito vivo ainda.

Pelo seu corpo se via inúmeras cicatrizes de batalha, marcas de garras, crânio afundado e caolho...

Rosnando o garra vermelha atrai a atenção para si, era de fato um predador, seus olhos denunciavam isso.

_O Avô Wyld as vezes se personifica da forma mais primordial, da forma mais selvagem e destrutiva possível. Nesse frenesi, não existe prediletos, não existe preferidos, todos são culpados...

_Já vi esta demonstração de poder uma vez em um caern vizinho que não mais existe hoje, mas de um modo geral ocorre em seitas da Wyrm, colméias como são conhecidas...

_Irmãos, estamos diante de um Abscesso e se isso for verdade temos um enorme problema!

Uma voz baixinha no fundo interrompe o garou.

_Mas como deteremos isso? -questiona Lenon"O D.J", o imprudente Fostern dos andarilhos do asfalto-

Todos se voltam para ele acusando-o, sem querer ou não.

Predador Invisível rosna alto em sua direção mostrando suas enormes presas, o garou impuro por sua demonstração de hostilidade advertiu que se fosse interrompido novamente, seria a última.

Vladimir acalma seu irmão garra vermelha ao colocar a mão direita em seu ombro, pedindo permissão para assumir a fala, que não é negada.
O Impuro passa por dentro do grupo de gente.

Por onde passa o caminho se abre, de propósito ele da uma ombrada no D.J que quase cai no chão em desequilíbrio.
Pouco depois o garou se senta sobre as patas traseiras, garantiria que não haveria mais interrupções.

_Uma matilha será feita hoje afim de resolvermos este problema.

_Temos um plano e uma única chance desse caern sobreviver!

Vladimir tinha um chifre de unicórnio na mão direita.

_Para este propósito o nosso patrono escolherá a matilha...

_Este chifre assumirá a tonalidade e brilho de uma luz negra, quando isso acontecer o garou deve sair e adentrar este circulo ao chão; este que foi feito para demarcar o centro da seita.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 150
Data de inscrição : 18/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Narrador em Seg Dez 01, 2014 2:57 am

Vladimir passa adiante o chifre do Unicórnio Negro para o garou do lado, que deveria passar para outro, até que todos toquem o chifre.

[OFF] Considerem que o chifre brilha ao toque de cada player, este deve passar adiante, antes de adentrar o círculo.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 150
Data de inscrição : 18/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Jane Osso Duro de Roer em Ter Dez 02, 2014 11:16 am

Osso Duro uma das primeiras a chegar consegue acompanhar as cenas que se seguem como uma telespectadora atenta , como se acompanhasse um filme a muito esperado sentada nas primeiras fileiras.

"Faltou só a pipoca , droga!"

Sabia por alto o significado de tudo que era dito , algo não conseguiu se completar... algo só aguardaria ou suportaria por 2 ou 3 dias ... uma matilha seria formada para impedir ou reverter algo. Muito bem , aquela era sua deixa.

Conforme o objeto vai passando pelas primeiras mãos , os olhinhos de Jane brilham mais e mais, então a ansiedade fala mais alto e ela pega o Chifre do Unicórnio Negro.

Suas mãos humanas são pequenas , dedos finos e escorregadios , assim como todo o resto do seu corpo. Ao tocar o chifre é possível sentir uma energia acompanhada de um calafrio difícil de descrever passar dentro de si.

Sua cabeça que estava abaixada a contemplar o objeto se ergue altiva e logo o sorriso descontraído surge no seu rosto, pois o artefato brilhou com uma intensidade perceptível aos que estavam próximos e até daqueles que acompanhavam seu trajeto.

Jane o entrega rapidamente ao garou do lado e como uma boa competidora segue em direção ao pódio de chegada , ou seja , ao círculo.
avatar
Jane Osso Duro de Roer

Mensagens : 48
Data de inscrição : 31/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Opie Winston em Ter Dez 02, 2014 2:38 pm

Opie tinha estacionado a Harley bem longe do local da Assembleia. Tinha chegado a tempo de ouvir o ouviu triste e tocando de seu superior.
Isso fez que seu ser agarra-se a tristeza e a melancolia que invadia o espaço ali.
Caminhando com seu cigarro aceso e dando tragadas leves como o ar da noite, o Fenrir sentia que essa jornada podia ser sua ultima, mas se fosse que ser assim, ele iria com orgulho.

O Vento frio cortava seu rosto a cada caricia, chegando finalmente ao local, pode ver que ja tinha um pessoal no local, uns em forma de batalha e outros não.

Opie apaga seu cigarro na bota e guarda a binga no bolso para jogar fora mais tarde, se aproxima da fila de pessoas, para do lado de uma mulher bem vestida de cabelos longos e negros como a noite.

Ele se abaixa e acaricia por um tempo a terra abaixo dele, doa uma quantidade generosa de energia, parecia que o Caern estava precisando e os espíritos do local também.

Se levanta e observa que um chifre estava sendo passado de mão em mão, e ao seu lado o mesmo brilhou nas mãos da mulher e a mesma saiu e foi se juntar a um circulo.

Opie estava realmente ansioso para saber o que isso significaria, desejava que o chifre brilha-se para ele também.

Assim que o chifre lhe foi passado, seu desejo foi realizado, o chifre brilhou nas mãos grandes e fortes do fenrir, o mesmo passou adiante e foi se juntar a mulher no circulo sem nada dizer.
avatar
Opie Winston

Mensagens : 7
Data de inscrição : 02/12/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sahasrara - Todos

Mensagem por Sahasrara em Ter Dez 02, 2014 4:46 pm

As lágrimas já haviam secado, a postura triste já havia dado lugar para uma mais ereta e seu semblante agora estampava apenas seriedade, mas ainda escondia um coração soturno diante das revelações desanimadoras e principalmente, diante das demonstrações de incapacidade daquela raça de metamorfos. Será que haveria uma só assembleia que pudesse ser iniciada e concluída pacificamente? Sem demonstrações de descontrole até mesmo de grandes nomes como acabava de ocorrer.

O Portador da Lu Interior chacoalhou a cabeça em negação assim que notou a figura decadente do Garras Vermelhas se confrontar com um reles infeliz na multidão. Entretanto, lideranças sábias como parecia ser o caso de Vladimir davam esperança para Sahasrara, que ouviu solicitamente as instruções do renomado garou, atendendo-as de pronto.

Levantou-se da neve resignadamente, caminhando para onde a fileira de garous se organizava e passava o chifre de mão em mão. No caminho, ainda nas quatro patas, assumiu a forma Crinos, destacada por um capuz que obscurecia ainda mais o semblante.

Viu o artefato iluminar-se, destacando das sombras da noite, uma bela garou que havia sido então a primeira contemplada. Logo em seguida, um homem robusto que arriscou tratar-se de um Cria de Fenris também faz o chifre acender, para então ser passado a outro e outro garou.

Os segundos passavam lentamente enquanto Sahasrara decidia se gostaria ou não de ser escolhido. Caso fosse, teria ainda menos tempo para resolver as reais questões que o traziam para aquelas terras, por outro lado, seria sua primeira grande missão como Cliath, e a chance de formar uma matilha. Logo, teve seus pensamentos interrompidos quando um garou demonstrando certa decepção ofereceu o objeto para o Portador.

“_Seja o que Gaia quiser!” Decidiu, tomando-o em uma das grandes patas para então concluir que dentro de pouco tempo, faria parte de uma recém formada matilha. Repassou o chifre e caminhou para junto da dupla no círculo.


Última edição por Sahasrara em Ter Dez 02, 2014 9:11 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Sahasrara

Mensagens : 48
Data de inscrição : 19/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Ricardo Rage em Ter Dez 02, 2014 7:47 pm

TURNO - ETHAN


* Aderiu o protocolo seguido por todos os Garou, não queria ser desrespeitoso aos costumes esta Seita. Os mesmos procedimentos foram repetidos por Ethan que não hesitou em executa-los corretamente*

*Ao segurar o chifre, e notar que o mesmo brilhou, o Lua Nova foi discreto o suficiente para disfarçar o misto de decepção e aborrecimento. No fundo estava torcendo em silencio para não ser escolhido. Não tinha vindo de Céu Noturno até aqui para se envolver em problemas do Caern dos outros, tinha coisas mais importantes para fazer.*

* Por mais que a dificuldade desse Caern fosse urgente, este Neto do Trovão tinha  problemas que achava mais relevantes para resolver.*


*Dificuldades? Isso toda a Nação Garou está passando, e Ethan não tinha vinculo algum aqui, havia apenas a esperança de retribuir um favor do qual nunca aconteceu. Seu vínculo era com a Céu Noturno, seu compromisso com o Avô Trovão, e a ajuda que tinha para oferecer era com os Bringer of Light e os Netos do Trovão. O Unicórnio Negro não tinha razão para escolhe-lo, esse Totem havia cometido um engano *

* Por enquanto ficaria em silêncio para saber o desfecho desta parte da assembléia. Iria esperar para que cedessem a palavra para ele, e então explicaria que não poderia fazer parte disso *
avatar
Ricardo Rage

Mensagens : 40
Data de inscrição : 21/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Steve Mandrake em Ter Dez 02, 2014 10:34 pm

Darkness (Crinos) - Ethan - Todos

O Cria de Fenris permanece em sua posição anterior durante todo o processo, ouvia tudo que era dito e não dava um movimento se quer, como se estivesse dormindo. Porém quando o artefato é citado, informando que escolheria uma nova Matilha, o Ahroun abre seus olhos e ergue a cabeça, fazendo o reconhecimento visual do objeto.
Ele observa atentamente o Chifre passando de mãos em mãos, e aqueles que eram selecionados. Assim que vai se aproximando dele, ele desencosta da parede, onde algumas pedras podem ser vistas rolando se desprendendo da rocha, dando uma dimensão do peso daquele Garou.
Ao perceber que o Chifre brilhava nas mãos do Senhor das Sombras, e que ele nada fazia, inerte talvez em profundos pensamentos, o Cria de Fenris desloca dois passos erguido das duas patas, com a testa franzida demonstrando certa impaciência, colidindo seu quadril nos ombros de Ethan e arrancando o Chifre de suas mãos com apenas uma das patas, grunhindo:

"-Se não ter pressa, Caern tem!"

Ao perceber que uma Luz Negra reluzia de dentro da sua mão direita que engolia o artefato, o monstro empurra o objeto contra o peito do Garou ao lado e desloca até o círculo empurrando qualquer um que ficasse em seu caminho.
avatar
Steve Mandrake

Mensagens : 31
Data de inscrição : 18/11/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Narrador em Qua Dez 03, 2014 3:17 am

A atitude de Ethan é questionada por quase todo o caern, mas o conselho de anciões segue sem se pronunciar .
A atitude de Darkness é essencial para que a corrente não se quebre.
A chance de fala não é dada ao shadow lord, mas certamente seria em breve.
Ethan segue do lado de fora do círculo, o bastão volta a passar de mão em mão.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 150
Data de inscrição : 18/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Ricardo Rage em Qua Dez 03, 2014 10:14 am

TURNO - ETHAN/DARKNESS

* O estupido Cria Fenris não tinha razão para tal demonstração de brutalidade. Ethan, era um mestre na dissimulação e nada tinha demonstrado do seu descontentamento em ser escolhido pelo unicórnio, nem sequer sua expressão facial tinha demonstrado alteração de humor. Tinha repetido todos os protocolos seguidos por todos ali, menos o de entregar o chifre ao próximo, pois o apressado Cria de Fenris não teve paciência de esperar.*


*Mas como é de costume na Nação Garou, nem todos são capazes de respeitar os procedimentos de uma assembléia, e esse defeito deveria ser compreendido por aqueles que estão mais acostumados em participar de uma rotina politica inter-tribal com mais frequência, como era o caso de Ethan.*

*Nada fez quando teve o chifre tomado de sua mão, ignorou o brutamontes como um adulto ignora uma criança que busca chamar atenção. A razão dele estar alí já era conhecida por Nathanael, o Ancião Senhor das Sombras do Caern, este muito bem sabia que a intenção de Ethan de nada estava vinculado aos problemas desta seita. E se quiser ajuda de Ethan, então teriam que fornecer a ajuda que o Filho da Céu Noturno procurava*

*Aguardaria a chance dos "escolhidos" se pronunciarem, e só então, REVELAR seu ponto de vista para os demais presentes*
avatar
Ricardo Rage

Mensagens : 40
Data de inscrição : 21/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sahasrara - Jane - Opie - Darkness

Mensagem por Sahasrara em Qua Dez 03, 2014 1:58 pm

Quando adentrou o círculo, cumprimentou Jane e Opie com um simples menear de cabeça. De lá, ficou assistindo o desenrolar da cerimônia até perceber que alguém, mesmo notando que o chifre acendera, permanecia imóvel. Sahasrara tentava entender o que acontecia, quando transferiu o olhar para o próximo da fileira, buscando analisar possíveis reações. Para sua surpresa, um brutamontes em forma crinos reage tomando o artefato das mãos daquele misterioso garou, para em seguida, com o mesmo destempero, repassar o chifre adiante e se dirigir ao círculo com truculência.

_Mais um Cria? Imaginou à medida que o via se aproximar, ficando ainda maior. Após breve ponderação, decidiu que não se meteria, já que o motivo da confusão não lhe parecia claro, muito embora tivesse certeza de que os esbarrões em terceiros após a confusão eram desnecessários, e poderia gerar nova confusão.

Mesmo assim, continuou com o mesmo proceder ao cumprimentar Darkness e quem mais se juntasse ao círculo.
avatar
Sahasrara

Mensagens : 48
Data de inscrição : 19/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Odio Profundo em Qui Dez 04, 2014 6:01 pm

"As coisas estão ficando melhores" Pensa.

Observando cada um que tocou o chifre ele aguarda a sua vez contendo sua curiosidade sobre o que aconteceria.

Quando o chifre lhe é passado, toda uma cadeia de duvidas e questionamentos se apresenta a mente por um segundo. De javus talvez ou só preocupações humanas em suas amplas formas.

O peso da responsabilidade que caia sobre os ombros dos que o chifre escolheria eram enormes...

Ao perceber o seu brilho do chifre, la no fundo ele escuta uma voz dizendo baixinho a sua mente "PUTA QUE PARIU CARA"... O que virá depois?

Ele entra no circulo com um sorriso no canto esquerdo do rosto e um suspiro coerente com o peso das coisas. Enquanto caminha passa o chifre para o próximo, se posicionando do lado de Jane e cumprimentando quem mais já estava lá ou haveria de entrar...
avatar
Odio Profundo

Mensagens : 28
Data de inscrição : 24/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Hans Hoffmamn em Ter Dez 09, 2014 12:15 pm

Os talhos em seu peito ainda teimavam em arder enquanto seu braço esquerdo ainda não dava sinais de estar se recuperando de modo satisfatório.

" Que merd.." - remoía a infelicidade do ocorrido, enquanto já era capaz de prever os sermões de seu companheiro por ser mole e enrolado.

Estava atrasado e sabia disso.

Seu celular apitava novamente, com o toque do andarilho. Não atenderia pois já fazia um esforço tremendo para manter a direção com um só membro.

Aproximando-se do centro, el pode sentir o ar pesado enquanto a realidade é o mundo das sombras se misturavam.

Em alguns momentos era possível ver um espírito brincando com o ambiente ou tentando chamar-lhe atenção com sons de animais em meio à mata.
Ao longe, ele pode observar o chifre sendo passado

"Que bosta... Vão comer meu fígado .." - e aproxima-se, de maneira tímida, ao lado ao qual corria o chifre.

Quando o mesmo lhe chega às mãos, ele o toca e, mais uma vez se lhe,boa - estava esgotado. Logo, apenas seguiria o protocolo. Em seguida, segue até o lado de seu companheiro que o esperava não muito feliz.

Hans Hoffmamn

Mensagens : 3
Data de inscrição : 15/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Todos ["O Abscesso"]

Mensagem por Narrador em Ter Dez 09, 2014 7:59 pm

Neste momento toda a seita se cala e presta atenção ao que é dito, estavam todos repleto de expectativa e esperança.

Vó Naia " A Louca", se põe a frente após todos tocarem o chifre e seguir de acordo como combinado previamente. A princípio não ouve problemas, exceto pela excentricidades de alguns, como por exemplo a Roedora, e por fim o Fenrir troncudo que quase atropelou o futuro companheiro de matilha mostrando presteza e decisão.
É notado também que Hans estava aos farrapos, mas nada é dito até então.

_Senhoras e senhores, especialmente para vocês que entraram neste circulo ao qual muito da nossa história foi escrito!

_Saibam que ao fazer isso respeitaram a decisão de um totem único, o unicórnio negro, para desempenhar uma única missão, a de ajudar a levantar este caern novamente. Sim, este é o propósito!
Uma matilha temporária, dotada das habilidades necessárias para nossa atual situação...

_Antes de mais nada, advirto que não é por que foram escolhidos do unicórnio, que devem escolher a ele. Apesar de achar estranho estarem aqui sem simpatizar pelo mesmo ou por buscarem alguma contemplação que certamente se revelará... Se existe alguém nesta situação dentro do círculo peço que se manifeste!

_Caso não exista, seguiremos com a cerimônia...

xxx

Espírito aos muitos estavam a testemunhar o fato que sucede, mas um em especial chama a atenção dos senhores das sombras.

Escondido entre as copas das árvores, quase que imperceptível aos olhos um corvo é visto, em seus olhos uma centelha de mini relâmpago. Sim os olhos do Avô estava ali, e sua vontade para punir a quem falhar.

Nathanael parece notar o espírito assim como seus irmãos de tribo, um sorriso se faz em sua face.

"Parece que o avô esta de acordo meus irmãos"-dizia a mente de ambos os sombrios garous contidos no grupo-

xxx

Quanto aos demais, uma certa adrenalina toma a todos. A vontade de lutar e cumprir o propósito para o qual foram criados aumenta sobremaneira.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 150
Data de inscrição : 18/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Steve Mandrake em Qua Dez 10, 2014 12:44 am

Darkness (Crinos) - Sahasrara - Ódio Profundo - Hans - Todos em Volta

Assim que é recebido por Sahasrara, o Cria de Fenris olha para baixo e meneia a cabeça em sentido afirmativo, franzindo a testa e entortando o pescoço, como se algo lhe fosse demasiadamente estranho. Voltando a postura ereta, braços novamente cruzados e olhar a frente, ele apenas rosna ao vento...

"-Garou encapuzado ser estranho... Mt estranho!"

Também faz um gesto positivo de cabeça ao cumprimento de Ódio Profundo, e observa a chegada de Hans, esboçando um pouco de receptividade...

"-Roedor de Ossos ser bem vindo na Matilha!"

Sério e sem esboçar maiores reações, o Lupino aguarda o andamento da cerimônia para que começassem a agir o que era realmente importante.
avatar
Steve Mandrake

Mensagens : 31
Data de inscrição : 18/11/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Jane Osso Duro de Roer em Qua Dez 10, 2014 11:24 am

Os olhos da roedora perseguem o chifre por onde ele passa , sempre que alguém é escolhido o fita rapidamente e então volta -se novamente para o objeto.

Quando a líder espiritual finalmente se manifesta é que pode prestar maior atenção naqueles que seguirão ao seu lado e algumas opiniões vão se formando.

"Unicórnio Negro ... interessante ... mas se tu me escolhe, tb o escolherei. "

Volta a fitar os demais.

" Agora é saber do que cada um aqui é capaz. E quem entrou não entra mais ..."

Segura o riso e observa vó Naia discursar. Logo deverá se apresentar , portanto volta a postura séria de antes.


Última edição por Jane Osso Duro de Roer em Qua Dez 10, 2014 2:48 pm, editado 1 vez(es) (Razão : erro de interpretação)
avatar
Jane Osso Duro de Roer

Mensagens : 48
Data de inscrição : 31/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sahasrara - Darkness - Todos

Mensagem por Sahasrara em Qua Dez 10, 2014 12:15 pm

- Espere até conhecer um Andarilho do Asfalto, com aqueles moicanos coloridos... Respondeu ao resmungo do filho de Fenris de forma descontraída, com simpatia na voz, embora o semblante não se alterasse muito, já que não queria chamar a atenção dos líderes que se reuniam à frente para novos comunicados. Divertiu-se as custas do suposto lupino de possivelmente pouca experiência em Caerns multitribais, especialmente quando este foi deduzindo apressadamente pelos farrapos de Hans, que se tratava de um Roedor de Ossos. Sahasrara quase não conteve o riso, pois analisava olfativamente os trajes do garou em questão e parecia que as lacerações eram recentes e não um estilo, ou a falta dele.

Seguiu-se então a assembleia, onde novas revelações, como a de uma formação de matilha temporária precisavam ser digeridas cuidadosamente pelo Theurge, que mesmo ponderando intimamente não se colocava alheio as novas situações que se desenrolavam. Notou que alguns garous observavam disfarçadamente a copa de uma árvore, onde encontrou um espírito corvo, sem dar a menor importância ao fato. Depois, foi dada a palavra para os que aparentemente não se afinavam com o contexto daquela assembleia, então Sahasrara permaneceu de braços cruzados, imóvel.
avatar
Sahasrara

Mensagens : 48
Data de inscrição : 19/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Ricardo Rage em Qua Dez 10, 2014 10:25 pm

TURNO- ETHAN

*Escuta explicação da Louca. Em silêncio discorda do método arbitrário de formação de matilha. ele nem ao menos fazia parte da seita para ter que se envolver de forma tão profunda em assuntos de outro Caern. Qual a razão do Unicórnio Negro em escolhe-lo? Mesmo que quisesse ajudar, mudar o objetivo de sua vinda para o Caern iria prejudicar parentes queridos, a sua família! Será que algum espirito daqui sabia disso?!?!*

* O Jaggling StormCrow não impressiona, o próprio Ethan poderia conjurar um com facilidade, que ao invés de apoiar sua inclusão na matilha, poderia desaprova-la! Nathanael era um Ancião Senhor das Sombras, do campo que mais pratica engodos para a escalada ao poder, e parece que a conversa que tiveram antes da assembléia deu tempo para Nathanael arquitetar seu plano para tentar forçar Ethan a ser usado por essa seita.*

*Se for? Isso não intimida, pois ele vem da Céu Noturno, e lá Senhores das Sombras estão acostumados a jogarem Jagglings StormCrows uns contra os outros numa guerra política interminável. E se fosse preciso, Ethan estava pronto para fazer isso aqui sem hesitar*

* Essa é a conclusão deste Lua Nova, um Garou forjado no emaranhado de intrigas políticas e rivalidade dos Carpatos na Céu Noturno. Se tivesse que chegar a esta medida extrema, seria uma decepção, pois Nathanael parecia ser um Ancião singular, do qual Ethan quase chegou a confiar.*

*Com a possibilidade que Louca cede, Ethan fala;*

-Vocês não me conhecem, pois não sou deste Caern, me chamo Ethan Vanderslyker, sou um Lua Nova, Adren e Neto do Trovão da seita do Céu Noturno, um vistante ao Caern de vocês...

Vim até aqui porque preciso de ajuda que dois anciões deste Caern já sabem do que se trata...


*Olha para Nathanael e para a Louca, deixando claro que são eles*

-Minha visita ao Caern de vocês coincidiu com a realização desta assembléia. Eu mal fazia ideia de que ela iria se realizar. Mas participei do evento, e também ajudei o Caern cedendo uma parcela de minha essência espiritual, por respeito a recepção que recebi quando cheguei aqui. Entendo a importância dessa matilha, e que  o problema deve ser grave a ponto de promover esse evento com todos aqui....

...Mas problemas, todo o nosso povo está enfrentando, no continente inteiro! Incluindo na Céu Noturno. Vim aqui por isso, pedir ajuda para resolver problemas do meu Caern. Da minha tribo. Da minha família! Desviar desse objetivo, por mais nobre que seja o motivo, seria falhar com eles. E falhar, resultaria na dor e morte meus parentes e irmãos de Seita...

...Não entendo a razão para o Unicórnio Negro me escolher, de todos aqui sou o menos indicado. Minha intenção foi sempre pedir ajuda, mas ao chegar aqui, me demonstraram que ela não será possível. E eu entendi essa condição. Mas agora é preciso que você entendam, ingressar nesta matilha temporária para ajuda-los, sem razão alguma, seria falhar com as pessoas que tenho que proteger.

*Ethan dessa vez olha para os mais velhos da Seita. Respira, e fala num tom de voz calmo e convicto*

-Se vocês tiverem alguma maneira de me ajudar, então por enquanto, eu poderei desviar do meu caminho e passar a caminhar ao lado de vocês. E assim que tudo isso acabar, poderei partir após essa troca de favores ser concluída. Porque é exatamente isso que está acontecendo aqui, ao escolher um visitante para uma matilha de sua seita, o Totem está pedindo um favor, uma ajuda, da mesma maneira como vim pedir aqui. Não somos obrigados a ajudar, mas sabemos que é importante pra ambos!

* Então Ethan olha para a Louca que parecia ser a Garou com uma forte conexão espiritual,  e diz;*

-Preciso da ajuda do seu Caern, algo que me leve a ficar mais próximo do que procuro. Não me importo em ajuda-los se isso me for cedido. Caso contrário, seguirei meu caminho agradecendo a hospitalidade, pois ainda tenho quilômetros a percorrer e promessas a cumprir.

*Ethan em nenhum momento esbanjou arrogância ou petulância. Pelo contrário, foi muito calmo ao tentar explicar o "outro lado da moeda". Obviamente que seus pensamentos mais obscuros foi muito bem disfarçado pela sua excelência em habilidades sociais. Para todos os efeitos foi como se ele tivesse abrindo seu coração enquanto explicava*
avatar
Ricardo Rage

Mensagens : 40
Data de inscrição : 21/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Narrador em Qui Dez 11, 2014 10:23 am

Natanael pigarreia chamando atenção para si.

_Entendo seus motivos desde que chegou, e me empenhei em lhe ajudar, desde o momento que me solicitou...

_Não queria revelar em público minha descoberta, na verdade minha e do Hans, mas localizamos uma pista de seu parente.

_Na verdade este é o real motivo de Hans esta em farrapos! Me desculpe o termo caro irmão...-dizia fitando Hans-

_Se era respostas que queria para se unir nós, e compartilhar de nossos problemas, você terá!

"Seu ancestral foi torturado e morto Por agentes da wyrm."-dizia mentalmente -

"Quanto ao local, bem, temo não poder lhe ajudar, afinal, você nos virou as costas..."

Talvez o que Ethan procurava estava ali, todo tempo, bem embaixo de seu nariz. Precisando apenas de tempo para que se revelasse.

_Desculpe caro amigo, mas as respostas que queria chegaram em cima da hora...
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 150
Data de inscrição : 18/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Narrador em Qui Dez 11, 2014 10:56 pm

Vladimir toma a dianteira.

_Senhor Nathanael, isto não é um dos seus tribunais para que interfira na decisão deste neto do trovão...

_Senhor Ethan, a decisão é somente sua!

_Não estamos aqui brincando de Capitão planeta, temos um problema sério a resolver.

_Se posicione!
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 150
Data de inscrição : 18/10/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ASSEMBLÉIAS

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 6 1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum